Pages

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Guiados pelo Espírito

Nós somos seres sensíveis. Isso é indiscutível. Estamos sempre sentindo alguma coisa. Não digo isso somente em relação aos nossos cinco sentidos. Sabemos que a nossa percepção das coisas vai além deles. Temos, por exemplo, uma consciência, e é ela que nos dá aquele “feeling” se fizemos algo errado ou não. Como nascemos pecadores, essa consciência, através do tempo, vai perdendo sua força. Além disso, num mundo com valores invertidos, ou até mesmo sem valores, a consciência de certo e errado vai perdendo cada vez mais espaço para um relativismo ético que só faz a sociedade afundar com a proliferação dos conceitos pós modernistas.

No momento da conversão, recebemos o Espírito Santo de Deus. E é Ele Quem vai usar a nossa consciência para nos mostrar se estamos certos ou errados. Ele nos convencerá do pecado para que não mais andemos como antes, sem freios. Uma vida em comunhão com o Senhor, sendo permeados pela Sua Palavra continuamente, nos ajudará a manter a mente, isto é, a consciência com material suficiente para julgar o certo e o errado, o bom e o mal, a verdade e a mentira, o santo e o pecaminoso, o branco e o preto.

Por outro lado, podemos inverter esse raciocínio, e ele continuará sendo verdadeiro. Sem comunhão com Deus e sem leitura e estudo das Escrituras, nossa consciência carecerá de parâmetros pelos quais poderíamos julgar os fatos. Desse modo, as coisas que ficavam antes em pólos separados começam a se confundir e as barreiras entre o certo e o errado, mais especificamente o santo e o pecaminoso, somem. Quem vive assim peca desenfreadamente. Sim, os muitos pecados silenciaram o Espírito de Deus.

Não andamos sempre com a Bíblia em mãos procurando um versículo para nos orientar se devemos dar um passo depois do outro quando caminhamos. Simplesmente experimentamos o fluir da vida. A solução para uma vida dentro da vontade de Deus, guiada pelo Seu Santo Espírito, é nos encher da Sua Palavra e andarmos perto dEle sempre. Assim, qualquer desvio do reto caminho do Senhor será sentido por nós e, então, nos arrependeremos e retornaremos a trilhar nos Seus passos.

Em Cristo,

Felipe Prestes

Um comentário:

Miguel disse...

Pra glória de Deus, você foi feliz em mais um de seus abençoados artigos. Continue assim, sepre precisando e dependendo do nosso Senhor.Muito preciso, direto e simples, mas me ajuda muito a ter forças para a cada dia me policiar e mostrar paras as pessoas o quanto a filosofia desse mundo nos distancia de Deus a cada dia. Nós precisamos estar a cada hora perguntando pra Deus quais os passo trilhar e como deve ser os nossos obejetivos e pensamento que o agradam. Isso é levar cativos os nossos pensamentos.

Miguel Alysson