Pages

segunda-feira, 9 de março de 2009

Ronaldo e a crise do antropocentrismo



Imaginem que cena grotesca. Dezenas de homens correndo com microfones nas mãos para registrar as palavras de um outro homem. Até aí tudo bem. O problema é que esse homem cujas palavras são tão “preciosas” não fazia nada mais do que exaltar a si próprio por ter feito um gol de cabeça.

Geralmente o que é buscado é o que é valioso. Em termos materiais, de fato, as palavras de Ronaldo são valiosas. Como eu já imaginava, sua foto está hoje nas primeiras páginas dos jornais.
Mas, em termos eternos, de que servem essas palavras?

Um homem exaltar a si mesmo nunca foi valioso. Aliás, é um atestado de insensatez, soberba, falta de sabedoria etc. Mas, como nosso amigo Neto postou aqui há algumas semanas, isso é o tipo de coisa que está em voga hoje.

Não é novidade o fato de o mundo valorizar o que Deus não valoriza e vice-versa. O problema é quando esquecemos desse fato tão óbvio.

Quem são os nossos exemplos? Quais são os nossos ideais? Em que direção estão os nossos sonhos?

Espero que estejamos cada vez mais distantes dos valores desse mundo e cada vez mais próximos dos valores divinos.

Em Cristo,

Felipe Prestes

P.S. Como bom palmeirense, não escolhi uma foto de Ronaldo com a camisa do seu time atual por motivos éticos =D.

3 comentários:

Marcella disse...

Oi,Felipe.Sou irmã da Chris da UECE.Adoreio seu blog.Vou virar uma frequentadora assídua.

Felipe Prestes disse...

Que bom, Marcella.
É um prazer ter você como nossa frequentadora.
Grato pelo comentário =D.

Em Cristo,

Felipe Prestes

Karine =) disse...

Enquanto a Biblia nos diz pra imitarmos a Cristo...o homem cada vez mais nos pede pra sermos imitadores deles...

Excelente post!