Pages

terça-feira, 6 de abril de 2010

O Deus sem altos e baixos


É interessante ver como mudamos através do percurso de nossas vidas. Se pensarmos um pouco, veremos que posições que defendíamos com tanto vigor há algum tempo hoje são por nós tratadas com desprezo. Além disso, estamos em uma realidade na qual fatores sem fim podem afetar nossa forma de pensar, de analisar, de criticar.

Isso faz de nós seres mutáveis, isto é, vulneráveis às mudanças do tempo, do espaço, das pessoas e de nós mesmos. Quantas vezes começamos o dia com um humor e,sem nenhum motivo aparente, terminamos com outro? Sim, somos mutáveis.

Mas, e quanto a Deus? Imaginem se um dia Ele “acordasse” com mau humor e, como nós, olhasse com “cara feia” para os que olhassem para Ele. E se Deus quisesse mudar as “cláusulas contratuais” da Sua aliança com Seu povo? E se Ele “cansasse” de ser Deus e abrisse mão da Sua Soberania?

Que tipo de Deus seria esse? Seria um deus temperamental, que muda de humor dependendo das circunstâncias? Seria um deus melindroso, que, sem motivo, troca os Seus decretos por outros porque assim o quis?

Felizmente esse não é o Deus da Bíblia. Ele é o Deus com decretos eternos. O Deus imutável, que não aprende, não muda, não cresce. Ele é a medida da perfeição. Não precisa ser mais do que é.

Como é bom confiar em um Deus cuja vontade é constante e determinada. Podemos nos achegar a Ele sabendo que é e será o mesmo, sempre. Sim, o mesmo que sempre cuidou dos Seus, o mesmo que promete e cumpre, o mesmo que ama com amor eterno, o mesmo Senhor sobre tudo.

Que, nas mudanças que a vida nos traz, lembremo-nos da grande bênção de servir ao Deus Eterno para Quem não há altos e baixos.

"Porque eu, o SENHOR, não mudo" Ml 3.6a

Em Cristo,

Felipe Prestes

2 comentários:

Andrew disse...

Cláusulas contratuais...gostei. Mas esse é exatamente o deus promovido pelos "teólogos" to teismo aberto. Como eles encontram algum conforto neste ideia???

Carlos Bezerra disse...

Imagino como o mundo seria caótico se eu, com minhas mudanças constantes, pudesse ser deus por algumas horas. Se o meu humor fosse o pino mestre para a alegria dos povos. Que desastre seria! Ainda bem que não sou deus!Este texto me fez agradecer a Deus por quem Ele é.